Laurent de Wilde e Ray Lema – 2 Pianos

Share

Quando se encontraram pela primeira vez em 1991 em um programa de televisão, uma chama se acendeu entre Ray Lema e Laurent de Wilde que vinte e cinco anos de carreiras respectivas mantiveram intacta. Durante todos esses anos cada um seguiu o seu caminho em projetos variados e intensos: jazz, coral, funk, musica do mundo, eletro, slam, música sinfónica, solo, trio, quinteto, quarteto de cordas, big band: os dois pianistas ávidos por novidades apuraram incansavelmente seções inteiras de música com uma curiosidade e um gosto pelo risco inalteráveis.  Sem dúvida valeu a pena ter esperado esses vinte e cinco anos para que o impulso inicial se transformasse em um projeto comum que está sendo realizado agora. Dois pianos, uma voz e mil idéias coletadas durante suas peripécias.

Aqueles que esperam uma batalha de virtuosos e um choque entre dois mundos se decepcionarão; é sobretudo uma questão de música e partilha. Sim, existe África em Ray Lema e Jazz em Laurent de Wilde, mas há também o desejo de quebrar barreiras e seguir as emoções onde elas ainda são verdadeiras, além de gêneros e capelas.

O repertório escolhido pelos dois é o ponto de encontro. Tocados, batidos e acariciados os pianos cantam em alternância; sempre líricos, jamais prolixos. Ray canta em algumas faixas e leva o duo em direção a melodias seculares onde os sons sempre tocam a nossa alma.

Mais do que uma reunião, esse projeto é uma viagem.

Share

Este post também está disponível em : Francês Inglês