Ouro Preto – (Brasil)

Share

Em agosto de 2011, fui fazer shows em duo com meu amigo Chico César em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. Depois, com alguns amigos, fomos para Ouro Preto, localizada a cerca de 1hora 30 da capital. Eu, particularmente, queria ir, porque eu sabia que a área muito rica em seu tempo por causa das minas contidas no subsolo, também foi um grande polo do comércio de escravos no Brasil, originários principalmente da região de antigo Reino do Kongo. Poucas pessoas sabem disso, porque estamos falando de modo mais geral dos iorubás que também habitavam o Brasil, mas  a Bacia do Congo,  também tem contribuído fortemente e, infelizmente, á formação do povo do Brasil.

Eu fiquei profundamente comovido ao andar pela  cidade, entrar na mina do Chico Rei (eu só visitei essa Mina…) onde sofreram e morreram tantos seres humanos em condições totalmente desumanas . As casas da cidade são muito bonitas e as igrejas, resplandecentes e cobertas com ouro, também demonstram a capacidade dos seres humanos de inventar e criar coisas belas. Mas eu não posso olhar para estas casas tãzo lindas e ignorar o fato que, nos porões destes edifícios estavam parqueados e acorrentados nesses lugares insalubres e superlotados, aqueles mesmo que realizaram a construção destas obras de arte barroco, agora classificados como “Património Mundial da Humanidade”

O que me impressiona particularmente, além da vergonha que é a escravidão, qualquer que sejam os povos atingidos, é a amnésia geral que seguiu,  nos dois Congos,  a respeitos desses brasileiros que são verdadeiros parentes, e que por sua parte estão sempre em busca de suas raízes.

Fiquei chocado ao ver que até hoje, não há absolutamente nenhuma homenagem, nenhuma menção das centenas e centenas de milhares de pessoas que sofreram e morreram, submetidas por outras pessoas.

Share

Este post também está disponível em : Francês Inglês